segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Temo dizer que ja amei...


Temo dizer que já amei. Porque?
Não sei dizer!
Não sei se já senti as borboletas, se consegui
Ver a musica pairando no ar, se já abracei o vento.
Não sei dizer!
Não sei se já fui torturado pelo dito amor,
Ou se o traquina já me pregou uma peça.
Temo dizer!
Não quero ser como tantos outros surrealistas amantes
Aprisionados a beleza da quimera do amor.
Ide, caminhai e dizei;
O amor, eu nunca amei.

Um comentário:

Gabi Oliveira disse...

Não importa o quanto eu negue, ou quantas vezes eu repita essa inverdade, ela nunca se torna real.
Não interessa o quanto eu evite amar novamente, o amor é sorrateiro sempre acha o jeito certo de ludibriar-me e invadir meu coração. Por isso não mais negarei, quem sabe assim me atormentar torne-se monotono e ele enfim deixe-me em paz.