quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Coisa nenhuma...


Lento sentimento retardado
Único e confuso. Contraposto
De tudo que se conhece,
Mais apaixonado que o cupido.

Inteiramente meio termo
Ligado ao inteiro sem tudo,
Longe de ser bem conhecido,
Adormece agora, amor perdido.

É cedo e tarde! Fique então comigo.

4 comentários:

Gabi Oliveira disse...

Cedo ou tarde não existe
Quando fala-se em amor
Ter amor é ter tudo
Alegria e temor

Inteiro quem se entrega
Apenas aposta pra quem não chorou
Metade agora é dor
A outra metade infelizmente não mudou

...Infinitum... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
...Infinitum... disse...

Amor bandido!
Roubou de mim toda esperança..
Todo sorriso..
Deixou lágrimas e insegurança!
Amor bandito...
Tráz de volta meu bem tão precioso..
Tráz o pedanço do coração que levou!
E não demores para que eu não durma abraçada no desespero.

ludmilogismo disse...

A indefinição bem definida de um amor sem norte
Bloqueado pelas infinidades do tempo
Pela fatalidade de duas pessoas sem sorte
No incio divertido
no fim quase arrependido
Bandido,sem sentido,
é,dorme agora amor perdido..
Pra esse amor foi sempre cedo e sempre tarde,quase alheio a realidade
em busca da felicidade,
não sei explicar sei que amei de verdade!!!