Postagens

Mostrando postagens de 2017

Invasão Alienígena (ou quase isso)

Imagem
- Desculpe, mas acredito que não entendemos. - Qual parte? - Basicamente, tudo. A sede da ONU estava um alvoroço desde que os seres de outro planeta chegaram com suas espaçonaves invadindo os céus. De início acreditava-se ser uma invasão, mas aos poucos os diálogos foram se alinhando e os motivos da visita foram ficando claros. Neste momento as maiores autoridades do mundo se reunião com os seres de outro planeta para falar sobre sua inesperada chegada. - Como assim tudo – disse uma das autoridades das Nações Unidas – mostramos perfeitamente como funciona nosso mundo. - Funciona? – questionou um dos visitantes. Eles realmente se pareciam com as fabulas; pés, mãos, olhos grandes e gestos limpos. Calmos e pacientes – em nosso planeta esta palavra tem um conceito diferente, acredito. - Então nos diga – disse um dos presidentes da América do Sul. - Nos perdoem por, talvez, sermos tão ignorantes diante de suas leis e princípios. Mas me corrija caso estejamos errados; o conceito de “funcio…

Ânimo, do latim, Alma

Imagem
A gente só cansa as vezes.
O sol acordou e a cama não nos larga. A noite foi mal dormida e a insônia é sempre a melhor companhia. Sair não é mais tão interessante e as discursões perderam seu brilho.
Desista-se dos sonhos, desejos, vontades e a única coisa que queremos é um lugar de silêncio pra tomar um chá.
A gente só cansa as vezes.
Cansamos do trabalho, das pessoas, da família, cansa-se da vida. Perde-se a tara pra sacanagem, pro álcool e outros prazeres. Cansamos de dar justificativas, de falar do amor, de rir das piadas e de tudo que antes era pulsão na nossa alma.
A gente só cansa.
E nem é mais tão sofrido, porque cansamos também do choro notívago, da auto crítica, de buscar soluções e das tristezas comuns. Cansamos de ficar cansados. Cansamos até de tentar morrer depois de tantos ensaios elucubrados.
A gente só cansa as vezes.
Cansamos de nós e da dura impossibilidade de poder descansar.
Cansamos de não poder ficar cansados. De estar sempre dispostos. Simplesmente cansamos.

Cinema, cafuné e um sexo selvagem. Porque o Amor me da ranço

Imagem
Um cigarro de maconha, uma mancha de vinho no braço do sofá e a televisão ligada na netflix. Ozark, série da vez. Assim eram suas noites já faziam algum tempo. Vez ou outra sempre tinha seus contatinhos prontos pra afagar seus desejos e bater um papo nos botecos das esquinas da Asa Sul em Brasília. Tinha até um em especial que era o que ela mais gostava. Mas ele se perdeu, “porque você veio com esse papo torto?” relembrou.      Haviam se conhecido num aplicativo e se encontrado no Pátio Brasil perto do que antes era a velha fonte, “não sei porque tiraram ela daqui”. Foi uma noite “xuxu beleza”, como ele mesmo havia dito enquanto comia o resto da comida do Panelinhas na sua frente. Ela riu, ele tinha sido muito simpático e engraçado.     Cinema, lanches, shows, bares, sexo e mais sexo foi dali em diante. Nasceram um para o outro. Dick e Jane, a dupla perfeita. Ela adorava seus papos. Astrologia, politica, filosofia, trabalho, teletumbies e até aquele desenho estranho com um menino e …

18/08/2017

Imagem
Hoje faz 24 meses.
A vida é estranhamente estranha.
Eu escrevi e apaguei várias ideias aqui pensando num texto legal pra dizer como esse muleke com cara de velho é especial. Desisti de todas.
Se você já encontrou esse ser, com certeza recebeu um sorriso seguido de um "Oi" simpático e amigo. Talvez ele tenha estendido os braços pra te abraçar sem te conhecer e um provável polegar levantado sinalizou um joinha expressivo.
Ele não é o mais adiantado da sua idade, não fala muito bem e tá longe de ser um prodígio. Mas eu já vi um corredor inteiro de um hospital pedir seus "tchaus" enquanto ele ia de um a um com seu sorriso faceiro alegrar algumas almas doentes. Já fez um elevador lotado de gente rir com suas gracinhas enquanto alguns de nós nem "bom dia" conseguimos dar.
Ele não é especial. Nem pior nem melhor.
Mas tem algo que sempre vejo nesse olhar remelento. Vejo a Felicidade. A pura e simples Felicidade. A real Felicidade. A crença que todos são bons e tudo vai…

Saudade

Imagem
A Saudade só existe na lembrança. Não se sente falta daquilo que não se lembra. Se acaso venha eu tentar definir Saudade, seria “sentimento desgraçado que aprisiona sentimentos passados”. Explico. É de conhecimento comum que entes queridos fazem falta. Um pai falecido fica pra sempre na lembrança de seus filhos ou esposa. Caso tenha sido execrável, apenas lembrança, caso contrário, Saudade. Lembra-se dos sorrisos, beijos, afagos, piadas e até dos improváveis defeitos como os arrotos a mesa ou os roncos na madrugada. Um amontoado de sentimentos se resumem quando a lembrança chega e desperta uma tristeza, a maldita Saudade. Aquela vontade de se querer ter o objeto amado, de desejar-se verdadeiramente, mas ser impossibilitado de tê-lo. A isso chamamos Saudade. Alguns dirão; “mas também se sente saudade de coisas vivas e distantes”. A esses digo: Concordo! Outro motivo pela qual esse maldito sentimento deve ser jogado nas profundezas do oceano. Qual a função de se querer aquilo que não s…

Realidade

Imagem

Tudo bem?

Imagem
Entrei no elevador e saudei com educação o desconhecido que já ocupava o espaço.      - Bom dia. Tudo bem?      - Não, não esta.      - Como? – esse tipo de resposta não é comum.      - Você perguntou se estou bem. Não, não estou. Ou essa só foi mais uma pergunta ridícula para tentar ser educado?      - Não. Digo, sim. É que... – ele continuava tranquilo com sua meia idade olhando os números mudarem acima da porta.      - Não se preocupe. Uma pergunta, duas intenções. Respondendo de acordo com a primeira intenção, a de ser educado; Sim, tudo bem. Obrigado. Respondendo a segunda intenção, a de realmente querer saber como um desconhecido esta a passar a vida e se tudo esta tranquilo; Não, a vida é um inferno, o diabo tirou férias e os demônios estão sem saber quais os turnos para me tirar a paz e por consequência, me perturbam constantemente para garantir o serviço. Estou em meia idade e ninguém me avisou que ser adulto se baseava em pagar boletos e garantir que se tenha uma morte…

Um simples pedido...

Imagem
Não quero que meu filho seja gay.     Muito menos travesti, viado, simpatizante, bi, homossexual ou sei lá o que. Morreria de vergonha.     Sofreria muito mais se ele fosse feminista, machista, homofóbico, comunista, capitalista, coxinha ou um petista ridículo.     Teria asco se me dissesse que se filiou ao PMDB, PTdoB, PT, PCdoB e que agora é fã do bolsomito ou que quer mais um esquerda para presidente.     E o pior, se virasse católico apostólico romano, budista, evangélico, ateu, mulçumano, hindu, espírita ou Deus me livre, macumbeiro.     Peço ao Universo para que meu filho nunca precise se categorizar para se encaixar aos ideais montados para discutir quem é melhor ou pior que quem. Que não precise de classificação para defender uma ideologia e que apenas siga aquilo que é bom para si e para o mundo.  Que em vez dele tomar partido, ele una as partes. Que ele entenda que definir as pessoas por classe, etnia ou opção sexual é uma atitude irracional e desprezível. Que ele apren…

Bilhete - #2UmCisco

Imagem
Tudo tinha voltado ao normal e ele agradeceu ao universo por isso.      Era seu primeiro encontro após aquilo que ele chamava de “A grande Decepção”. Sentado na mesa com sua nova companhia que havia conhecido tinha alguns dias, até que enfim a paz reinava e a vida estava andando.      Foi difícil, mas após meses de sofrimento ele conseguiu apagar ela de sua casa. O amor tinha ido embora, mas tinha deixado rastros por todos os lados. O travesseiro e fronha que ela havia trago foi o primeiro a pegar fogo.  Cada cômodo da casa guardava uma lembrança dela e ele não podia conviver com aquilo. Jogou tudo fora.  A garrafa de vidro para por água que ela havia improvisado, o narguilé, os cigarros e um maldito pano que ela usava frequentemente na cozinha. Livrou-se do shampoo ainda cheio que ela tinha comprado e até uma toalha azul que nem era dela, mas usava. Jogou fora as fotos, uma calcinha, as cartas e se pudesse jogar fora as blusas que ela usava de camisola, jogaria, mas elas eram b…

Uma Musicista de Merda - #1UmCisco

Imagem
“- A essência da música se baseia basicamente em Pausa e Som - um amigo havia lhe dito uma vez a muito tempo – assim como na vida. O problema é que a gente sempre faz barulho na Pausa ou cala a boca na hora do Som. Isso fode com tudo.”  Era festa na cidade, onde era certeza que ia encontrar ele. Virou seu copo de cerveja, escondida atrás de uma árvore, pois já tinha visto ele de longe e aquela maldita falta de ar e coração acelerado atacaram novamente. “Agora vai”, pensou. Desde seus onze anos o frio na barriga, o coração batendo forte e as mãos suando eram pandemônios dentro dela quando ele chegava. E nada havia mudado. Aos treze a desgraça do frio na barriga, o coração palpitando doido e as mãos encharcadas acompanharam o primeiro beijo, sem língua é claro, quem sabia beijar aos treze? Começaram a namorar, era eterno. Ai acabou. O Tempo confabulava contra eles desde então. A distância era grande e os encontros muito ocasionais. Ela solteira, ele namorando. Ela namorando, ele solte…

Eu saí com uma Ex

Imagem
Depois de quase dez anos a encontrei em uma rede social. Conversamos um pouco e decidimos nos encontrar. Uma sorveteria foi o local escolhido, eu sugeri um almoço, mas “conversar mastigando é ruim demais” segundo ela. Nosso relacionamento durou quase dois anos e deixo ao seu critério descobrir os motivos do término. O tempo que ficamos juntos foi ótimo. Morena dos lábios finos e uma voz suave, na época era uma princesa pedindo cuidados. Já havia visto todas as suas fotos na internet e ela ainda estava linda, o tempo até ajudou um pouco. No caminho para o encontro, me subiu um nervosismo infantil. A ideia de reencontrar alguém que já fez parte da sua vida faz pensamentos ridículos passarem pela nossa mente. Talvez fosse como nos filmes; anos sem se ver e no primeiro olhar o coração queima com uma paixão adormecida e uma nova história se inicia. Confesse, você também pensaria isso. Cheguei primeiro e fiquei sentado mexendo no celular. - Oi?! Levantei a cabeça e disfarcei a surpresa. E…

Um Hippie Covarde

Imagem
- Queria ter essa coragem – já estava a algum tempo conversando com um desses hippies que ficam vendendo pulseiras na rodoviária e a conversa se desenvolveu para além do produto de venda – largar tudo e viver de boa. - Largar tudo? – ele me perguntou simpático ainda trançando um cordão. - É. Minha vida uai. Ele havia acabado de me falar sobre sua vida até ali. Morava em uma casa de fundos numa cidade próxima e tirava todo seu sustento do seu artesanato. “Eterno amante”, como ele mesmo definiu, de outra moça que também compartilhava de seus gostos, os dois viviam bem. Viajou boa parte do país para vender suas pulseiras e não precisava se preocupar com a rotina frenética do mundo capitalista. Pretendia até o fim do ano ter um filho e completar uma família. - “Tudo” – ele deu um sorriso maroto – mano, você estudou a vida toda até conseguir um emprego que lhe fornecesse um dinheiro relativamente bom para comprar coisas relativamente boas para te dar uma vida relativamente tranquila. Pega…

Casou, e se fudeu

Imagem
O comportamento humano sempre foi muito previsível em várias partes. As fases de um relacionamento são praticamente iguais em todos os casos, tirando alguns detalhes. Nos apaixonamos, não vivemos sem, enjoamos, largamos, queremos de volta e agora mais maduros tentamos desfazer os males do passado. Às vezes a pessoa tem tudo que sempre pedimos e em outras tudo que sempre odiamos. Transamos no quintal ou enquanto se faz o almoço. Um sempre já foi romântico, atencioso, agora nem isso mais. As coisas mudam. Já me disseram; “Casamento é uma vida”. Isso faz um certo sentido. Afinal, quem de nós não quer dar cabo da vida vez ou outra, e em vários casos até conseguimos? Todos passamos por dias áridos, tristes, mas também por dias apaixonantes como se o céu estivesse mais brilhante. Às vezes estamos dispostos bendizendo as plantas do quintal e em outros, abrir o olho ao acordar é um sacrifício. Casamento é vida mesmo. Esquecemos aquele defeito do nosso parceiro como quem se acostuma com uma m…

Últimos Segundos

Imagem
A morte me parece muito mais doce neste momento. Lhe explico. Estou com o cano de uma pistola dentro da minha boca e o com meu polegar no gatilho. Tomei alguns remédios, mas tudo que me deram foi uma tremenda dor de estômago. Malditos suicidas que não deixam essas partes claras pra gente que vai logo depois deles. Enfim, consegui essa arma com um colega e até então só a tinha para futuros assaltos em minha residência, que digo de passagem não tem nada de valor, então não sei bem porque peguei esta maldita ferramenta de matar, talvez já premeditasse inconscientemente meu fim.   Nunca pensei que fosse ser um suicida, muito menos que aceitaria a ideia tão tranquilamente. Passei pelas fases comuns de todos eles e cheguei ao estagio final, a falta de vontade de viver. Como todos eles, também  tenho um motivo consideravelmente idiota para por cabo da minha vida e isso me dificulta nesse momento, pois não quero ser lembrado como um idiota. Não deixei recado nem liguei para ninguém, talvez d…

Apenas uma Aventura

Imagem
Ele falava empolgado com a boca ainda cheia de comida, o restaurante estava cheio e o barulho era alto, mas não era incômodo. Já estavam saindo há algum tempo e ela já estava começando a gostar dele. Era simpático, engraçado, os amigos o adoravam e tinha uma maturidade infantil que ela sempre gostou de ver nas pessoas. Ele falava algo sobre o trabalho, ela não estava dando atenção, apenas acenava com a cabeça fingindo que o ouvia e vez ou outra um sorriso esboçava pra participar do devaneio. Na sua mente um único pensamento a assolava; quando ele vai embora e me deixar aqui? Seus relacionamentos anteriores haviam deixado algumas lembranças ruins em sua mente e ela sentia que este também seria igual. Não dava pra saber. Enquanto ele cortava um pedaço de filé ela se lembrava de seu ultimo algoz. “Será que o problema sou eu?” pensava. O primeiro foi ainda quando ela era jovem, namorados e inocentes ate que ele chegou um dia dizendo que havia ficado com um ex e que gostava dele. Passou, …

Charles Sophie, esse era seu nome...

Imagem
O observava encostado na porta meio duvidoso sobre nossa conversa até ali.     - Eu lhe disse várias vezes e por dias incansáveis expus a realidade de nossas vidas. Não foi por falta de aviso nem de companhia que seu fim chegou – falava como se estivesse só – não te culpo. Eu não me ouviria. Confesso que sua visita me causou assombro.     - Não entendi.     - Por anos tenho tentado me acomodar na vida que levamos, e com relutância tu negas meus conselhos. Então como se nada tivesse acontecido, vem me pedir auxilio e abrigo. Me questiono  como vão as coisas lá fora – entrou deixando a porta aberta e foi em direção ao seu velho bule de chá – e se verdadeiramente é isso de que precisa - sua paciência e tranquilidade já estavam me incomodando, não era de seu costume – lembro-me de nosso último encontro. Você me deixou aos berros como um louco. Chegou abatido e saiu como um vitorioso com um olhar de que existia alguém em pior estado que tu. Por anos confabulei uma situação – puxou uma…

Solipsista...

Imagem
Passou a mão no rosto num gesto exausto. O dia no escritório tinha sido cansativo e sua alma pedia descanso. Não entendia como tudo havia chegado aquele ponto. Suas entranhas sussurravam liberdade. Deu um gole no café que já estava frio e pensou porque aquele líquido gelado ainda estava lá, devia desaparecer. Puff. Sumiu. Levou um susto quase caindo da cadeira. Seu desejo havia sido atendido. Se recompôs ainda sem acreditar muito e testou. Lá se vai a caneta na sua frente. Não acreditou no que viu, tudo que desejava que desaparecesse, sumia. Estava só, dava pra brincar. Em cinco minutos não haviam mesas nem cadeiras, computadores ou copos. Tudo havia ido graças ao poder de seu pensamento. Um escritório vazio. Sua mente se encheu de euforia, ele tinha o poder. Aumentou então seus testes. Em alguns segundos estava em um lote vazio apenas com o piso em cerâmica, olhando para a rua como se nunca nada estivesse construído ali. Pulou jogando os braços para o alto. Seu sorriso era descontro…

EU MORRI AOS 27

Imagem
Ainda posso sentir o sangue quente saindo da minha boca e escorrendo pelo chão. Não sei direito o que me atingiu, mas estou morrendo em plena luz do dia caído no asfalto. Eu sempre soube que iria morrer aos vinte e sete.     O Tempo é algo cruel. Em um ano as coisas podem acontecer de uma maneira inimaginável. Nunca entendi direito as festas de aniversário, comemorar a data que te leva cada vez mais pra perto da morte me causa achaque. Ou talvez seja porque sobrevivemos mais um ano sem dar adeus a esse mundo tão estranho.     Provavelmente tenho pouco tempo para dizer algo, posso sentir as pessoas ao redor já premeditando meu fim e alguns passos desesperados. Nada incomum.     Desde muito tempo sempre achei que morreria aos vinte sete. Nada poético, apenas tinha essa convicção estranha. Imaginava que pegaria meu filho no colo, teria uma família, amigos e morreria bem quisto por todos. Um legítimo herói. Sair de cena enquanto ainda estava-se no ápice de meu esplendor. Acreditando…

Suicida

Imagem
Abriu os olhos um pouco sem vontade, checou o celular; “to de bad, preciso dos seus conselhos”. Vez ou outra ela recebia esses “bons dias” de algumas amigas. Levantou, escovou os dentes, se arrumou e saiu pra sua rotina diária. No caminho ate o ponto de ônibus cumprimentou o vizinho e o mesmo devolveu um sorriso meio amargo. Alguns indivíduos não são muito bem humorados de manhã. Na espera pelo ônibus, as pessoas ao redor pareciam ter sido despertadas de um filme zumbi. Ônibus lotado. Teve que ir em pé como já estava acostumada. Era triste ter a visão de todos ali. Alguns repousavam suas cabeças na janela com a mente vaga e o olhar perdido. Uma moça não gostava do que lia no celular fazendo-a guardar o aparelho decepcionada e limpar as lagrimas que ainda começavam a sair. Que dor poderia ser tão forte logo cedo? No trabalho mal sentara na cadeira e sua colega ao lado lhe dava as boas vindas; “Odeio esse lugar, vou me jogar daqui de cima”. Abriu a rede social antes do batente e foi de…

Café

Imagem
- Não sei como você aguenta tomar café sem açúcar – como de costume eu e meu amigo tomávamos café na mesma padaria todas as manhãs. - É questão de adaptação – tomou seu gole. - E porque eu me adaptaria com algo amargo? - No começo é ruim mesmo, mas depois que o doce sai o café de verdade fica. - Café de verdade? – tive que rir – Mano, é só café. - Sabe qual o problema do doce? – perguntou com seu jeito tranquilo de sempre – Ele é doce, é bom e da uma coisa boa, um sentimento de satisfação. Ele maquia a realidade e nos da o que queremos. Algumas marcas de café dão um amargo no final, outras são bem suaves e mais algumas são simplesmente indiferentes. Você nunca saberá discernir uma de outra, porque o açúcar é aquele amigo falso que finge que gosta de você, mas na verdade não tem coragem de te mostrar a realidade. - Esta falando que tenho medo da realidade? - Estou falando de café. Interprete como quiser. O amargo sempre vai ser mais intenso que o doce. Você nunca vai ver alguém traum…

A 9ª Carta

Imagem
Acabou. Ele estava preso já fazia algum tempo e os favores que o guarda realizava findavam naquele dia. Seu ultimo pedido foi um papel e uma caneta.             Durante sua estadia naquela cela escura e úmida, ele já havia enviado oito cartas para seu amor que, talvez, o esperava lá fora. Duvidava muito disso. Já sentia o sentimento de fim, da solidão eterna e que seu lamento jamais seria ouvido. Sentou em sua cama de ferro barulhento com parafusos faltando e ficou olhando para aquele papel em branco, pensando no que mais poderia dizer. Silencio apenas isso pairava em sua mente. Não havia mais explicações, ele sabia que qualquer coisa que colocasse ali não valeria de nada. Ele a amava mas a falta de noticias sobre suas cartas anteriores o fizeram perceber que ela já não estava mais lá. Era o fim, sua caminhada terminava ali. Dobrou o papel em quatro partes, levantou-se e chamou o guarda da janela da porta com um pouco mais que dez centímetros; - Chefe! - Diga vinte e nove – seu nume…

Livro - Capitulo 1

Olá,      Provavelmente não me conhece, então irei me apresentar sem muitos rodeios, pois minha paciência é curta e meu tempo importante. Sou seu Livro. Por favor, não me diga que não entendeu, não tenho tempo para parvos limitados como você. Não leu errado, sou seu Livro sim. Aquele que você abre todos os dias para ler e aprender sobre algo ou descobrir como vai terminar certa historia. Sou o romance de cabeceira, o reflexo do filosofo, o pensamento do critico, sou o Livro que você leu algum tempo atrás. Sabe aquela ficção, drama, biografia, estudo ou sei lá que bulhufas lhe interessa? Então, prazer, Livro.      Não irei me admirar se não estiver entendendo, pois no geral os seres humanos são ridiculamente idiotas e de mentes minúsculas, e você não deve sair do padrão. Desculpe minha indisciplina com as palavras, mas quando se lê tantas mentes acaba-se perdendo um pouco o tato “humano”, considerando que sou apenas um Livro. Explico-lhe;      Contumazmente as pessoas tem acreditado q…

Eterno...

Imagem
Hoje nós nos conhecemos e conversamos muito Hoje já tínhamos mais intimidade e lhe dei aquele beijo inesquecível na bochecha Hoje trocamos mensagens e marcamos de nos encontrar Hoje demos uma volta na cidade e você me beijou com um beijo apaixonante Hoje nós falamos da vida Hoje aproveitamos Hoje nos amamos Hoje rimos ate chorar das pessoas ao redor Hoje tomamos café, almoçamos, jantamos Hoje você achou ruim alguma coisa e brigamos Hoje você não fala comigo Hoje fizemos as pazes e nos beijamos com beijos de saudade Hoje saímos Hoje rimos um pouco e você não estava disposta a sair Hoje eu briguei e você chorou Hoje indiferentes Hoje eu pedi desculpas e nos acertamos Hoje estamos completamente apaixonados Hoje brigamos novamente e te senti desiludida Hoje você chorou escondida Hoje eu sofri calado Hoje nós conversamos e decidimos parar por aqui Hoje eu chorei sozinho no chuveiro, cama, cozinha Hoje você me ligou Hoje o telefone não tocou Hoje o telefone não tocou novamente Hoje eu est…

Leoa

Imagem
Uma leoa enjaulada. Presa há anos dentro de tudo que já sofreu.     Ela conversava com sua voz num to grave doce, chamando atenção de todos que passavam o olhar. Linda, maravilhosa, uma beleza sem igual. Seu corpo sensual valsava em cada passo que dava sempre que levantava. Seus cabelos loiros balançavam num tornado de atração. Seus lábios pouco finos falavam com graça aos homens que desesperadamente a desejavam tentando sutilmente sair de cada pedido de sexo casual e sem amor. Bela, doce.     Como uma ferida aberta, ainda vermelha e sensível pelo sangue que sente cada leve brisa, ela sentia e ouvia as lamurias de seus ouvintes com todo empatia e compaixão. Sentia, sabia, vivia. Suas dores a levaram por um caminho tenebroso e triste da qual ela entendia bem como cada ser angustiado ao seu redor se sentia. Chorou escondida, travesseiro em lagrimas, chuveiro em prantos, tudo cravou seu coração de um jeito sem igual. Não era apenas bela, era pura, era inocente. Tanto sofrimento a f…

Quando fui no puteiro

Imagem
Triste. A única palavra que me vem para descrever. Um globo de luzes vermelho, azul e verde brilhava sobre minha cabeça. Um salão enorme com um palco central e um ferro de pole dance caracterizavam o local. Um pouco mais de setenta homens meio bêbados abraçados com algumas prostitutas. Um som com batidas de funk intercalavam com um sertanejo apaixonado, tudo recoberto por uma luz fraca que trazia ao local um ambiente obscuro para se poder liberar as extravagância da ilusão. Garotas de programa esbanjavam sorrisos livres enquanto abraçavam seus clientes satisfeitos, prevendo suas possíveis gorjetas após uma ou duas horas de sexo. Psicólogas da carne dispostas a receber um determinado valor para ouvirem o que aqueles corpos tinham a dizer. Depois da terceira ou quarta garota que me abordou meu desinteresse em continuar ali já era exacerbado. Não havia nada de bom. Minha incapacidade de conseguir incorporar o personagem ilusório e participar daquela maluquice sexual não me deixava em pa…

É ruim, mas é amor

Imagem
Era manhã de sábado quando ela entrou revoltada batendo a porta logo atrás.      - Eu quero dar meu cu se eu amar alguém de novo na vida. Odeio aquele canalha!      Jogou-se no sofá e permaneci confusa levantando a sobrancelha e olhando pelo canto do olho com meu pacote de bolachas na mão. Dividíamos o apartamento fazia algum tempo e essas retóricas já eram comuns na vida da minha colega.      - Conheço uma marca boa de vaselina.      - Eu to falando sério – explicava gesticulando exageradamente como de costume – homem não presta ninguém presta. Que saco! Amar alguém é muito difícil. – fiquei calada mastigando meus biscoitos – você vai ficar ai, sem me ajudar?      - Quer saber de verdade? – falei ainda de boca cheia      - Claro que sim.      - Sabe o que eu acho; as pessoas acham que o amor é um sentimento individual, que é somente ele em si mesmo. Do contrário de todos os outros, dentro do amor estão contidos todos os outros sentimentos. Você pode odiar uma pessoa e não ama-l…

Sim, vai dar tudo errado!

Imagem
Não vai dar certo. Você provavelmente vai se frustrar e nada do que planejou vai acontecer. Talvez seu casamento seja horrível, seu trabalho completamente frustrante e sua vida vai só andar pra trás. Você não vai conseguir perder peso ou engordar. Vai levar um fora de quem ama. As dividas talvez aumentem e seus amigos te abandonem. Você vai chorar, espernear e se lamentar pelos cantos da casa reclamando de como tudo não funciona quando é com você e para os outros parece ser tão fácil. Não vai ter frase de auto ajuda ou conselho amigo que te tire a angustia de ver tudo indo contra você. Não vai ser um recado escondido atrás de um quarto de hotel que deixará você mais feliz. Sua vida vai ser horrível. Depois de tudo isso você vai se fechar pro mundo, pras pessoas, ficar com cicatrizes e carregar alguns aprendizados que vai achar que são verdades absolutas. Talvez não se isole de todos, mas sua mente e coração estarão sempre na defensiva esperando o pior, afinal sempre foi assim.…

Atração dos Opostos...

Imagem
- Professor – levantou a mão na sala lotada – isso que o senhor falou, sobre os opostos se atraírem, serve para os relacionamentos? – a turma riu e voltaram os olhos ao quadro negro. - Boa pergunta – largou o giz e tirou os óculos colocando-os sobre a mesa – Existem dois universos conhecidos que são espetacularmente fascinantes. O universo que nos cerca e o que nós carregamos mente adentro. Do primeiro digo que só evoluiu graças aos conflitos e opostos. Uma combustão, uma explosão e buum, temos as estrelas, galáxias, planetas e tudo mais. Todas as coisas sempre se deparando com seu oposto para uma nova transformação, seja pelo acaso ou pelo ato divino. A natureza desde sempre entendeu que jamais poderia ir mais longe continuando imutável, sempre buscou o conflito, o oposto do que se era tendo plena convicção que isso seria o melhor. Aos crentes, podemos dizer que Gaia sempre esteve trabalhando para garantir a sobrevivência fazendo com que toda matéria conflitasse em harmonia. Agora, …

Uma conta cara...

Imagem
- Vocês são idiotas? - Todos na mesa pararam e olharam para ela. Os cinco amigos largaram as cervejas devagar e ficaram um pouco confusos a encarando – Faz meia hora que ouço essa conversa fiada de vocês sobre reciprocidade e desapego. Porra gente é isso que é amor pra vocês? Deixa eu dizer uma coisa; o amor nunca se baseou na reciprocidade, amar é querer o bem ao outro, não a si mesmo. É desejar que mesmo que não seja com você a pessoa esteja plenamente feliz. Se vocês querem alguém devolvendo todo afeto que dão é melhor criarem um cão que vai estar lá sempre disposto a te dar atenção. Amor também é abandono e se vocês não entenderam isso, nunca entenderão o amor. Entendam que uma mãe ama o filho independente do retorno afetivo dele, e digo esse exemplo pois é o exemplo mais puro de amor. Vocês querem se desapegar daqueles que não responderam suas expectativas e esquecem que quem escolheu amar foram vocês e o que se tem de retorno pode não ser na mesma intensidade, mas a culpa não é…

Sua calcinha rasgada...

Imagem
Seminua. La estava ela deitada me olhando com uma de suas pernas dobradas, e suas mãos passeando em seu corpo me chamavam. Seus olhos de nebulosa me consumiam como dois buracos negros mortais. Seu corpo constelação. Ela toda universo e eu astronauta. Minha boca já salivava um pouco ao olhar ela apenas com aquela calcinha de rendas.  Mergulhei na imensidão do seu conjunto, meu corpo sobre o dela a forçou baixar a perna. Já podia sentir seu perfume enquanto escorregava meu olfato dos seus seios ao pescoço. A vida é bela com aquele cheiro e me perdia no aconchego da sua nuca. Ela entregava cada parte de si enquanto eu avançava. Um cão faminto por sobre a sua presa, descobrindo qual parte iria devorar primeiro, queria toda em uma só mordida. Cheirava cada lado de seu rosto enquanto pressionava meu membro sobre seu quadril. Suas mãos tentaram em vão cravar seu desejo em minhas costas e logo as tomei com força e segurei sobre sua cabeça. Seus olhos me fixaram e meu peito se encheu de uma e…

Estrela Perfumada...

Imagem
Era fim de carnaval. O açaí manchava sua boca de um roxo escuro enquanto ela falava. Contava suas aventuras do final de semana e segredos de sua cidade pequena, ele imaginava pelo menos. Não a ouvia bem, o vento soprava contra ele trazendo aquele perfume que a tempos atrás ainda estava na sua camiseta que ela usava para dormir. Um tipo de droga viciante que lhe havia feito andar tantos quilômetros apenas para vê-la. Despercebida ele a observava  tranquilo, sem medo. Foram dias turbulentos, uma guerra jamais travada. Naquele momento havia paz, uma paz estranha e que a muito ele não sentia. Ela ria, conversava, falava e discutia com seus outros amigos. Ele só ouvia e esperava a próxima soprada do vento já que não podia mais cheirar seu pescoço como sempre fazia quando a abraçava por trás. O açaí tinha acabado, mas sua boca ainda salivava. O vento soprou novamente, cada brisa trazia consigo uma memória dos dois. O perfume entrava pelas suas narinas ate seu coração como gasolina…

Quando o Amor nao quer ir...

Imagem
Aquele choro sofrido e eterno debaixo do chuveiro, um soluço descompassado e sem fim. Como é triste quando o Amor não quer ir! Sentimento de casa vazia, a cama agora tem muito mais espaço, os planos mudaram completamente e todo mundo sabe que não tem mais volta. Mas aquele sentimento ainda permanece como um móvel velho que a gente sempre deixa pra tirar e levar pro porão mas nunca cria coragem. O amor é um sentimento teimoso; dizemos pra ele que já era, que acabou, que tudo findou e ele continua lá firme e forte como um vírus letal trabalhando para tirar nosso último suspiro. Quando o amor pega suas malas, leva consigo um pouco do nosso oxigênio. Respirar se torna um pouco mais difícil. A porta se fecha em nossa frente e a dor nos abraça com força tentando nos ajudar. Aí vem as noites mal dormidas, as refeições não feitas, os choros espontâneos, e a falta de sentido em tudo que se vê. É como olhar para o céu aberto no centro de uma cidade cheia de luz. Sabemos que existe ali acima de n…