quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Triade do meu amor...




Ouvi uma canção,
Tinha apenas umas três notas.
Era no compasso do meu coração,
Era a Tríade que só tu tocas.

Um dia ouvi um metal
Era trash casual.
Parecia com seu amor,
Bem pesado e anormal

Pode vir samba, pagode,
Ieieie, bolero e mpb,
Ninguém quebra o dedilhado
Do que você sabe fazer.

Seu beijo tem som de clássica
Seu olhar é meio pop
Seu gingado é erudito
Em batida de hip hop.

Sua graça é de forró,
Quase rasta-pé emaranhado.
Os dois assim bem juntinhos
Dão um tango bem dançado.

Em toda tua nona sinfonia
Há duas coisas que gosto mais;
Do teu blues bem carinhoso
E do teu jazz que me atrai.

Um comentário:

Gabriela disse...

No inicio de meu amor
Ouvia musicas para lembrar vc
Depois que ele acabou
ouvia pra te esquecer

Vc sempre me envolve
Assim como em melodia
Gosto de tuas maos fortes
E da tua voz que e tua e macia