quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Garotinho sonhador...


O garotinho recortava o papel
O papel era o garotinho
Nele era recortado todo o céu
Nele iam os sonhos de menino.

Meio torta a tesoura ia
Mais rasgava que partia
Não sabia o garotinho
Que falta a folha faria

Depois de tudo bem picado
Uma olhada ele deu
Viu que seu sonho bem rasgado
Ainda não desapareceu.

Fez uma fogueirinha
E torrou o picadinho.
Na fumaça o garotinho,
No fogo o sonho morria.

Um comentário:

Gabriela disse...

Ja desejei rasgar meus sonhos
Rasgá-los enfim nao pude
Queimei para livrar-me deles
As cinzas ainda me iludem

Um sonho nao morre nas chamas
No lixo nao e esquecido
Mesmo que nao seja realizado
Permanece ainda que doído