sexta-feira, 24 de março de 2017

Leoa

Resultado de imagem para leoa

    Uma leoa enjaulada. Presa há anos dentro de tudo que já sofreu.
    Ela conversava com sua voz num to grave doce, chamando atenção de todos que passavam o olhar. Linda, maravilhosa, uma beleza sem igual. Seu corpo sensual valsava em cada passo que dava sempre que levantava. Seus cabelos loiros balançavam num tornado de atração. Seus lábios pouco finos falavam com graça aos homens que desesperadamente a desejavam tentando sutilmente sair de cada pedido de sexo casual e sem amor. Bela, doce.
    Como uma ferida aberta, ainda vermelha e sensível pelo sangue que sente cada leve brisa, ela sentia e ouvia as lamurias de seus ouvintes com todo empatia e compaixão. Sentia, sabia, vivia. Suas dores a levaram por um caminho tenebroso e triste da qual ela entendia bem como cada ser angustiado ao seu redor se sentia. Chorou escondida, travesseiro em lagrimas, chuveiro em prantos, tudo cravou seu coração de um jeito sem igual. Não era apenas bela, era pura, era inocente. Tanto sofrimento a fez apenas estar acostumada com o que a de pior que já não entendia bem mensagens de afeto e afago. Uma leoa selvagem, um ser dominante preso em grades de algodão.
    Eu a observava pasmo com tanta delicadeza. Como pode um ser selvagem não reconhecer sua essência? Lamentava com lagrimas nos olhos seus passos repetidos dentro daquela jaula.
    Uma leoa enjaulada. Presa há anos dentro de tudo que já sofreu.
    Brilhante, ofuscante, uma empatia sem igual. De toda sua beleza a maior era a que saltitava do fogo de seus olhos. Quem dera alguém por breve momento sentir o que aquele coração tem a dizer e a ensinar. Seria um pandemônio de emoções, um mistura de solidão, amor e paixão.
    As grades se abriram pequena leoa, o campo esta aberto. O mundo é completamente seu. Seus lábios macios devem beijar a felicidade que a vida lhe entrega. Tema apenas a prisão.

    Maravilhosa, gostosa, linda, bela, doce e transcendente, não digo isso de teu físico, mas de tua alma. Não oculte seu poder, a cada bela palavra e atenção que tu entregas, paz e felicidade tu derrama em meio a trevas.

Nenhum comentário: