sexta-feira, 31 de julho de 2009

Brinco... - Charles Sophie (Fragmentos)


Brinco hoje de entender;
De saber o que sentes por mim
De pensar nas minhas ideias
O quanto sonhas sem fim.

Brinco hoje de saber;
Saber teus pensamentos
Saber o que queres
E fingir que nao entendi.

Brinco hoje de culpado.
Culpado por nao responder
Aos seus lamentos e gritos
Que sempre brincaram de se esconder.

Um comentário:

Bruno Figueiredo disse...

É brincando que a gente ganha o sério, e sem tirar do sério a gente faz mistério elocubrando com as palavras do Aurélio.
É brincando que a gente fala aos entendidos, os verdadeiros sabidos é que merecem entender.
Eu brinco com a vida, a vida brinca com a morte, a morte brinca com a felicidade e a felicidade brinca comigo.

Um abraço meu caro amigo, e vê se escreve os contos pra gente ler.

Eu já fiz um sobre a sinceridade, to fazendo o 2° sobre a morte. E você?
Não brinca comigo não!!! rsrsrsrs